°C °C
Publicidade

Prefeito Luis Gustavo Cancellier, dois vereadores e ex-servidor, são presos

Segunda fase da operação, foi encerrada ontem (16)

17/04/2024 às 05h03 Atualizada em 17/04/2024 às 05h26
Por: Mauro Paes Corrêa
Compartilhe:
Foto: Freepik
Foto: Freepik

     A operação "Terra Nostra", que investiga a compra de terrenos superfaturados por parte da Prefeitura de Urussanga, em sua segunda fase, decretou a prisão preventiva de quatro pessoas, o prefeito municipal Luis Gustavo Cancellier(PP), o vereador Thiago Muttini(PP), o vereador Elson Roberto Ramos(Republicanos) e o ex-servidor público Marcial David Murara.

    De acordo com o judiciário, eles são acusados de participarem de um esquema com o objetivo de superfaturar terrenos, prejudicando o erário público em mais de um milhão de reais. A prisão preventiva aconteceu ontem, (16), através de diligências da polícia, sendo encaminhados após os procedimentos cabíveis, para o Presídio Santa Augusta.

Continua após a publicidade
Anúncio

      Cidade viveu dia atípico

Continua após a publicidade
Anúncio

       Após a confirmação da prisão preventiva de Gustavo Cancellier, a Câmara de Vereadores empossou o vice-prefeito Jair Nandi(PSD), que assume pela segunda vez a prefeitura como prefeito interino, às 16 horas. Após a posse, Nandi buscou se inteirar da realidade da administração pública, para que as ações e serviços, se mantenham ativo.

    Segundo o chefe do executivo, em tom conciliador no momento da posse, todos os contratos atuais serão analisados e a palavra de ordem, é transparência.

       O prefeito eleito, foi afastado pela segunda vez da administração pública, anteriormente ficou por treze meses afastado em razão da Operação "Benedetta".